sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Pensar

Não é o poema que se faz vida
Antes a vida que ama o poeta.

Percebi que as palavras
Que são mais duras de dizer
São verdadeiras.

Cada um é poeta
No íntimo de si mesmo
É poeta, pensa e quer.

Não é a rima que conta
Não são os arranjinhos
Tão pouco os jogos florais.

Se deixo num verso
Aquilo que penso
Então realmente

Penso muito pouco.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!