sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Ressaca

Bebi tudo, garganeiro
Quanto com os olhos via
Bebi o teu lume, braseiro
Porque a tua alma queria

Procuro-te agora
Sem saber como procurar
Por ti que foste embora
Sem promessa de voltar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!