quarta-feira, 30 de março de 2011

Desaparece ao morrer

Será que conheces quem sou
Ou até mesmo porque me dou?

Será que conheces como me faço
Se sou um todo ou um pedaço?

Conheces-me a mim como pronto
Dado de mim e sempre disposto
Ou encontras-me onde eu não me encontro
Apenas no que para ti é suposto?


Abre os olhos e vê quem eu hei de ser
Se quem eu já sou não posso manter...
Mesmo que cresça não hei de desaparecer
Desaparece tudo apenas ao morrer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!