sábado, 12 de março de 2011

Resposta (A Dário)

De amar por terra fico
Nesta incapacidade de amar
Em cada vez que intensifico
Mais depressa volto a deixar.

Não sei bem porque devaneio
Por este amor que não me quer
Que eu querendo não o vejo
Não consigo amar sequer.

Perderia a minha vida tentando
Talvez um dia novamente agarrar
O amor que, alcançando
Novamente acabaria por me deixar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!