sexta-feira, 8 de abril de 2011

Acabou o fado...

All of us
Are a piece of mind...

We can't get trough
(We must rewind)

Above shake the leaves
And the tree seem to fall

At our feet.
We are the world's defeat...

Somos nós a mudança inconstante
O prazer tão mundano irritante

Que comove quem olha ao passar
Mas não fala verdade nem no altar.

Fruto da razão e do medo
O que dizemos é puro segredo
Da imensidão mais esquecida no tempo.

Não há momento em que eu viva bem..
Eu não sei porque acredito em alguém.

Pensar ninguém já pensou
O mundo como era d'antes acabou.

Nem há parte de quem veja
O mundo pára e bebe cerveja.

Embebedado e surdo e mudo e castrado
Não olha para o lado

E o mundo nosso que somos nós fica parado
A não ser nada

A não ser nada de bom...
Acabou o fado...

2 comentários:

  1. Ideias boas texto bom... gostei de ler alguns dos teus poemas, apesar de eu ser exigente com meus poemas quanto a respeitar uma rima e uma metrica gostei de ler os teu. Se quizeres da uma vista de olhos no meu blog, agradeço:

    www.nilton.soy.es

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada, mesmo $:
    E, como sempre, continuas com poemas lindos. (:
    Beijos (:

    ResponderEliminar

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!