sábado, 16 de abril de 2011

Em busca


Deposito em ti os meus desejos
As minhas mágoas correspondidas
E no meio de tudo aguardo beijos
No meio de esperanças perdidas.

Chega-te e faz-me agora refeito
Mesmo que o dia amanhã acabe.
Respira comigo peito no peito
Da forma que ninguém mais sabe.

Mesmo o que desconheço vive
No mais que profundamente
Pois aqui o mundo existe

Mesmo não se vendo completamente.
Aguardo o dia em que te encontre
Mesmo que até lá me desmonte.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!