quinta-feira, 5 de maio de 2011

Canção de não saber cantar


Já passei o tempo
E não me deixei para trás
Acordei e de repente
Sinto-me bem capaz.

Levanto o capucho
Estico a camisola
Chove estou em apuros
Vou chegar molhado à escola.

Mas já não me interessa
Não há tempo p'ra mudar
A chuva não tem promessa
De sempre matar.

Caminho no meu passo
Ligeiramente apressado
E tento flutuar
Assim mesmo só tentar.

Da extrema vida
Do que vou pensando
Indo para a escola enquanto a água vai pingando.

Não sei já pensar
Não sei já porquê
Mas sei que ao chegar te vou voltar a ver...

Sempre atraente
Sempre a chamar
Mas eu continuo aqui, olhando do meu lugar...

1 comentário:

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!