quarta-feira, 4 de maio de 2011

Caralho! Puta desta vida!


Caralho! Puta desta vida!
Ter de ouvir o que não quero
E aceitar qualquer medida!

Raios partam, se é correcto
Que eu já não quero saber!
Esquecem-se entretanto do contexto

-E o contexto é que quero comer!
Se tenho fome quem me mói os dentes
Na sede quem me molha a barriga

Mundo de merda - inteligentes?
A esperteza destrói a porra da vida!

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!