segunda-feira, 9 de maio de 2011

Leaving (Or re-entering?)


Saí por razão apenas minha.
Se houvesse razão tua, não caberia
Na razão que me serve sozinha.
(E era só a minha razão que queria.)

Se me mantive a cinco passos distanciado
E com a boca inerte e sem falar
Foi porque assim o quis - não foi destinado
Que eu me fosse mudar,

Mas eu não queria aí estar.
Então, se agora eu estou aqui
E tu tão facilmente me aceitas

Pergunto-me se me queres mesmo por aí...
Ou se me acolhes para me afundar em queixas
(Pois que eu já não pertenço em ti.)

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!