quinta-feira, 30 de junho de 2011

Diapasões não harmonizados

Os dedos imprimiram-se
Em gramofones multicolores
Que disparam multidões de aplausos
Pelo ar à tua passagem,

E eu apenas te olhei,
Fulminado,
Enquanto me corrias perdida,
Entre os dedos da vista.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!