segunda-feira, 27 de junho de 2011

Recorte

 E desceu,
Tocou a face oculta
Da minha própria ousadia,
Tacteando a minha pele,
Tacteando-me como se percorresse o mapa
Das estradas de glicerina,

Em que faria arder o fogo da paixão,
A chama de viver cada dia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!