sábado, 17 de setembro de 2011

Time Stops


E de repente,
Tudo se ausenta.
Sinto-me sozinho.
(Se em paz,
Estado?
Não sei.)

Mas,
Só sei que
De repente me sinto sozinho,
(Introduza-se neste espaço...
Umas quantas metáforas
Para maquilhar o conteúdo.)
E é assim,
Só,

Ausente,
Sem precisar de som,
Ou de dizer,
Que me percebo.
Não sei o que mais dizer:
Sei que sinto, este perceber.
E o movimento é na penumbra,
Só que tão iluminado
Que a simplicidade assusta.

While hearing: (Band) Explosions In The Sky - (Album)  How Strange, Innocence - (Track) Time Stops

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!