segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

A sério que não tenho este fétiche

Os teus beijos
Criam passos.

São sons de bucólicos passos
Os passos que oiço
Enquanto te descalças à varanda do meu pensamento.

Oh, como olho os teus passos
Apressado em te ver as meias
E, depois, os pés nus

No meio disto tudo - paro
Para tocar os teus pés -
E caio para a frente, redondo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!