quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Quebra na conversa

Pois que não há coisa mais feliz que poesia!
Ela é vida: é rebeldia, forma de ser!
Melhor que rimar, será quando não rima:
Como as desgraças que temos de sofrer...

É uma presença quando tudo se vai
Uma companhia nas horas escuras
É iluminação, inspiração e tudo acabado em ão
Não sendo lamechas: é a voz do coração.

Custa a mim saber de quem não gosta!
De quem à poesia tem desdém!
Pois eu acredito que em tudo nos acompanha
Esta poesia, tantas vezes estranha.

Dedicado à mademoiselle Daniela Melo, que à data, não gostava de poesia. Mudará?

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!