quarta-feira, 14 de março de 2012

Não é perder uma parte de ganhar?

Não é perder uma parte de ganhar
Em tudo o que faças, em tudo o que digas
Ameaçam as nuvens a fechar-se sobre ti

E existem mãos prontas a te agarrar
A fazer que com menos e menos e menos te sintas
Como alguém que conseguiu vingar?

Quando olhas para cima em procura de refúgio
O consolo das nuvens fechadas sobre ti é ausente
E o que pensavas ser o teu melhor partido
É, afinal, um incoerente pedaço de tecido
Premido contra a volatilidade da testa
Seco de lágrimas, seco de sangue
E estourado, esburacado e premiado
De mãos que te agarram
E primem a destruição
Do teu ganho.

Não é perder uma parte de ganhar?

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!