sexta-feira, 13 de abril de 2012

RP7-31


Não podia deixar de
Deixar a essência ausente
Do que escrevo ao
Escrever nada.
Portanto entenda-se que
Tudo é vazio no
Vago pensamento que
Eu não sei apanhar
Mas que me obrigo
A esborrachar em versos
Na imensidão do desapontamento
De não ter coragem p'ra mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!