quinta-feira, 21 de junho de 2012

Et


E foi assim. Como sempre: um pé
Depois outro pé. Formar passos.
Numa fuga que começou lenta
Bem lentamente. Atropelando-se
Por vezes, caindo, olhando para trás,
Como se o passado fosse o mesmo
Ou alguma coisa fosse ainda igual.
Para começar um novo ciclo
Uma nova roda imperfeita
Um caminho sem caminhos,
Um inicio no fim.

1 comentário:

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!