sexta-feira, 8 de junho de 2012

Um adeus

Um adeus agora
A essa incapacidade para cativar
Que tens, cidade.

Adeus aos que te entendem,
Fatalidade vertical dos mais falsos
E que menos se compreendem.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!