quarta-feira, 6 de março de 2013

2 2 2 2 2

Nos braços erguidos somos todos
Sabendo que um não é um, mas muitos.

Auscultai agora os nossos peitos
E não ouvirás um único pulsar.

Todos nós somos únicos, eleitos,
Todos nós com direito a caminhar.

Por isso um luta por todos,
Por isso todos lutam por todos,

Em frente, seguindo o caminho inadiável
Num sentido cheio numa vida cheia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!