sábado, 16 de março de 2013

3

hoje aqui pairo
desterrado do tempo
que nunca existe
(apenas o momento)

o rio sussurra
todas as vozes
que tento ouvir
numa procura vã

o que sou
está tão fechado
que não aceita
abrir-se ao mundo

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!