domingo, 26 de maio de 2013

O Senhor Silva

De manhã o Senhor Silva pendura as meias
De manhã o Senhor Silva lava os dentes
De manhã o Senhor Silva fecha a porta
De manhã o Senhor Silva não sai.

Sentado no cachimbo o Senhor Silva
Como se o seu nome o picasse vive
As memórias de quando lhe diziam
“Esforça-te agora enquanto é tempo.”

De noite o Senhor Silva apanha as meias
De noite o Senhor Silva não ceia
De noite o Senhor Silva tranca a porta
De noite o Senhor Silva não dorme.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!