sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Submete Para Aprovação

Mãe, trago na mão
uma trela
Até onde?
Até ao coração

Mãe, passeio na mão
Na trela preso
O meu coração

A fénix em cinza
Mãe, para quando renascer?
O fogo que arde sucumbe
Ao não ter por onde arder...

Sem comentários:

Enviar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim! Obrigado!